Open post

Peregrinação a pé a Castagnito d’Alba

Domingo, 12 de abril, realizou-se a peregrinação a pé a Castagnito d’Alba, organizada pelas Filhas de São Paulo, para recordar a pessoa de Tecla Merlo, originária de Castagnito, que foi uma das primeiras seguidoras de pe. Tiago Alberione, fundador da Família Paulina. 
Há 100 anos, exatamente no dia 27 de junho de 1915, Tecla se deslocou a pé de Castagnito d’Alba para encontrar pela primeira vez o Fundador, na igreja de São Cosme e Damião. Ali, Tecla disse o seu «sim» à proposta de pe. Alberione: levar Cristo através da imprensa e com os modernos instrumentos e tecnologias da comunicação. Depois daquele encontro, junto com outras jovens, seguiu padre Tiago Alberione na formação do ramo feminino da sua instituição, as Filhas de São Paulo, e foi a primeira superiora geral. 

Por ocasião do Centenário de fundação  das Filhas de São paulo (1915-2015), mais de 100 pessoas participaram da peregrinação nos passos de Tecla. Participaram do evento jovens provenientes da zona limítrofe de Castagnito e de Alba, famílias, alguns consagrados da diocese de Alba, um grupo de jovens irmãs Paulinas, provenientes de 14 nações do mundo (Colômbia, Paquistão, Filipinas, Nigéria, Camarões, Congo, República Checa, Vietnan, Romênia, Madagascar, Singapura, Estados Unidos, Malásia, Moçambique) que se preparam aos votos perpétuos; um grupo de nove jovens da República Checa e da Eslováquia. 

Durante todo o percurso, o prefeito de Castagnito, Pierfelice Isnardi, caminhou com os peregrinos. Depois da celebração eucarística na igreja paroquial onde Tecla recebeu o batismo, os participantes se colocaram novamente a caminho, parando para uma visita orientada à sua casa natal, para depois chegar à igreja de São Cosme e Damião de Alba, onde se juntaram ao assessor da prefeitura da cidade, Leopoldo Foglino, representante do prefeito. Dali se encaminharam para a Casa Mãe das Filhas de São Paulo.
 

Durante a peregrinação, uma grande Bíblia, conduzida aberta, em turnos, pelos participantes, tornou visível o motivo dos milhões de passos dados sobre as estradas do mundo pelas Filhas de São Paulo, nestes 100 anos.
 
Para todos foi uma experiência inesquecível de alegria e fraternidade, de universalidade e de fé.   
 
                              
                                      
 
Open post

Leitura continuada dos Evangelhos

Entre os eventos realizados para celebrar o Centenário de fundação, a leitura continuada dos quatro Evangelhos na paróquia Maria Auxiliadora, da arquidiocese de Kinshasa, representou um dos momentos mais significativos e envolventes.

Introduzido por Ir. M. Justine, das Filhas de São Paulo, a leitura se desenrolou da noite de 27 até a manhã do dia 28 de março. A solene procissão de entronização da Bíblia, conduzida pelo pároco,  foi acompanhada pela dança das jovens postulantes. Vinte e quatro leitores se alternaram por toda a noite até às 11 horas da manhã.

Os numerosos cristãos presentes manifestaram a alegria de ouvir a leitura continuada da Palavra de Deus, que habitualmente seguem em pequenos trechos. Para as Filhas de São Paulo foi uma forma original e envolvente de manifestar a própria vocação na Igreja.  

        

 

 
Open post

Uma Noite de luz

As Paulinas da comunidade de Curitiba (capital do estado do Paraná) partiharam a alegria de celebrar o Centenário de nascimento das Filhas de São Paulo com muitos jovens da diocese, mediante o encontro Uma noite de luz. Adoração eucarística, oração, música, animação e reflexão ritmaram uma noite de vigília até a manhã do dia seguinte.

Houve momentos de particular significado como a celebração eucarística de abertura, a apresentação criativa da história da Congregação, as canções de Hemerson Jean, a oração mariana a caminho, uma conferência sobre a comunicação digital e o carisma paulino e o encontro com todas as irmãs da comunidade.

O evento foi organizado em plena colaboração com os responsáveis diocesanos da promoção vocacional da Arquidiocese de Curitiba. Os jovens participantes expressaram terem encontrado uma nova esperança e que voltariam às suas casas levando a alegria de uma noite de oração importante para suas vidas, mas também por terem conhecido a beleza de um carisma atual que leva o Evangelho no mundo da comunicação.

 

Open post

Encontros bíblicos para o Centenário

As Paulinas da cidade boliviana de La Paz, para festejar e celebrar o Centenário de fundação organizaram um ciclo de encontros bíblicos, tendo presente o pensamento do bem-aventurado Tiago Alberione que dizia: «Vocês nasceram da Palavra, para a Palavra e na Palavra».
 
Os encontros realizados mensalmente são feitos no salão da Livraria Paulinas.  Em destaque a valorização da Sagrada Escritura e, em particular, das cartas de São Paulo através do aprofundamento de vários temas: a alegria, a cruz, a fé os carismas da comunidade e a liderança das mulheres
 
O primeiro encontro foi realizado no final do mês de março.
A boa participação dos presentes encorajou muitos a continuarem com entusiasmo o itinerário bíblico iniciado. Pessoas consagradas, leigos, amigos da livraria, todos unidos ao redor da Palavra como uma grande família. 
Open post

Aqui estamos, hoje como ontem

O fato de existirmos, há 100 anos, nos fez experts na comunicação do Evangelho, a única coisa necessária. Todavia, às vezes a arte nos dá “uma mãozinha”. Por isso, no dia 27 de março, na Paróquia Sacro Cuore, em Roma, a comunidade das Filhas de São Paulo, da via Castro Pretório, quis celebrar o Centenário com destaque especial à narração da Paixão e Ressurreição de Cristo, valorizando palavras e música. A escolha caiu sobre a Io c’ero, Reading teatral e musical de Michele Casella e com a participação extraordinária de Mariella Nava. Ambos os artistas deram um toque de genialidade e beleza, mesclando luzes e sons que criaram um ambiente sugestivo. 
O numeroso público presente seguiu a apresentação em silencioso recolhimento,  manifestado, depois, com um demorado aplauso final.
 
Quais anunciadoras da boa-nova por caminhos sempre novos e diferentes, mas iguais na substância, levar a caridade da verdade a todas as pessoas está sendo valorizado no Facebook com o hashtag: #noicisiamo#oggicomeieri, preparando, assim, o evento de forma antecipada, para que suscitasse curiosidade e interesse e, contemporaneamente, solicitando à participação. 
 
Desde 1915 estamos a caminho adaptando-nos às mudanças culturais, sociais e tecnológicas que tornam o mundo uma pequena vila. Mas desde os inícios e, ainda hoje, salvaguardamos a comunicação como fato humano, mais que tecnológico. 
 
 
 
                                               
 
 
 
Open post

Em Livorno, festejados os cem anos para o Evangelho na comunicação

Na Paróquia S.S. Pedro e Paulo, acolhidas pelo pároco, pe. Gabriele Bezzi, e presentes muitos membros da Família Paulina, as Filhas de São Paulo festejaram o seu Centenário de fundação. 

Ir Teresa Braccio, antes da concelebração eucarística presidida pelo bispo, dom Simone Giusti, relembrou a história da Congregação: Cem anos de empenho como Apóstolas no mundo da comunicação, em cada ângulo da terra, para fazer a todos a “caridade da verdade”. 

Em Livorno, há quase 70 anos, as Filhas de São Paulo vem desenvolvendo, sobretudo através da livraria, esse serviço na igreja diocesana voltadas para a frente, com alegria e esperança, com o olhar fixo em Jesus Mestre, para torná-lo conhecido no mundo de hoje que tem tanta fome e sede da Palavra de Deus, única maneira de tornar a sociedade mais humana, solidária e feliz.  

Pe. Guido Colombo sacerdote Paulino, no final da celebração, agradeceu efusivamente aos participantes o dom da proximidade com as Filhas de São Paulo e com toda a Família Paulina.

 
 
                                 
 
 
Open post

Conselho ampliado da Delegação

De 15 a 17 de fevereiro aconteceu em  Johannesburgo, na África do Sul, o Conselho ampliado da Delegação África Austral: Moçambique, África do Sul e Angola, com a participação de ir. Gabriella Santon, ecônoma geral. O tema do encontro foi A pobreza paulina e a situação econômica na África e no mundo, acrescido pela apresentação da Circular sobre Gestão dos bens nos Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de vida apostólica.  
 
A voz da Igreja tem reforçado os princípios que regem uma boa gestão dos bens para a missão específica de cada Instituto. As participantes, com gratidão, elogiaram a abertura e a visão apostólica com as quais foram abordados os argumentos. Ir. Gabriella permaneceu na comunidade da Delegação, para refletirem juntas sobre os aspectos práticos da nossa administração e sobre alguns projetos apostólicos em andamento.
 
Durante os dias do encontro, muito apreciada foi a visita da Superiora geral, ir. Anna Maria Parenzan, em viagem ao Congo. Uma ótima ocasião para animar o grupo das participantes sobre o Centenário de fundação e as  Abundantes riquezas recebidas.
Open post

Alba. Abertura do Centenário

Também na cidade das nossas origens, com uma celebração eucarística na Igreja Divino Mestre no dia 5 de fevereiro, teve início, na simplicidade e na alegria, o Centenário de Fundação, recordando Mestra Tecla,  envolta pelo Espírito Santo na realização do carisma transmitido às Filhas de São Paulo por pe. Alberione.
 
Muitos foram os motivos de agradecimento ao Senhor, recordados na celebração: a pertença à Família Paulina, o dom da Primeira Mestra, a lembrança dos primeiros irmãos e irmãs que acreditaram e iniciaram o caminho, o reconhecimento pelas muitas pessoas que nos acompanharam nesses 100 anos, a presença dos paroquianos e amigos que rezaram, para que a nossa Congregação continue a acreditar, esperar, amar e anunciar ao mundo Jesus, Caminho, Verdade e Vida. 
 
 
 
                                                                  
 
 
 
 
Open post

Abertura do Centenário em Kinshasa

A paróquia São Pedro de Kinshasa com o pároco, o seu vigário e numerosos paroquianos acolheram as Filhas de São Paulo para a solene celebração de abertura do Centenário de fundação. A igreja foi literalmente invadida por pessoas que participaram com alegria do evento: membros da Família Paulina, religiosos, sacerdotes, amigos, conhecidos e familiares das Filhas de São Paulo.
 
A celebração foi enriquecida pela procissão e entronização da Bíblia, conduzida em forma de dança pelas postulantes depois do canto do Glória.  O bispo auxiliar de Kinshasa, dom Edward Kisonga, que presidiu a eucaristia, convidou as Paulinas a viverem o Centenário como tempo de graça e atualização do carisma. Além disso, sublinhou três atitudes que devem caracterizar as comunidades das Filhas de São Paulo: a eficácia, a alegria e a desenvoltura. Como base de sua reflexão, recordou uma frase de Mestra Tecla: «Se não é possível viver sempre na alegria, pode-se sempre viver na paz».
 
O bispo concluiu sua palestra convidando os presentes a rezarem pelas Filhas de São Paulo e agradecer ao Senhor pela sua presença ativa no Congo, na Igreja e no mundo da comunicação. 
 
     
 
                                               
 
 
 
Open post

Abertura do Centenário em São Paulo

No dia 7 de fevereiro de 2015, o arcebispo de São Paulo, cardeal Odilo Pedro Scherer,  presidiu, na Catedral da Sé em São Paulo, a celebração eucarística de abertura do Centenário. A celebração, transmitida pela Rede Vida de televisão, mostrou a participação de numerosas Filhas de São Paulo, jovens em formação, membros da Família Paulina, sacerdotes, amigos, benfeitores, colaboradores, cooperadores, autores e artistas paulinos.
 
O evento foi um momento de alegre louvor ao Senhor por todo o bem que Ele realizou na Igreja e no mundo através do nosso serviço; um agradecimento a todos aqueles que colaboraram e colaboram conosco na missão; um gesto de gratidão ao povo brasileiro pelo acolhimento e carinho que nos tem demonstrado em todos estes anos, um momento intenso de agradecimento pelas bênçãos com que o Senhor nos cumulou nestes 100 anos.
 
A abertura oficial do Centenário foi precedida por uma vigília de oração na noite de 5 de fevereiro, quando a Congregação faz memória do nascimento para o céu (1964) da Venerável Tecla Merlo, cofundadora e mãe. 
 

Posts navigation

1 2 3 4 5 6 7